terça-feira, 16 de junho de 2009

Sol

Eu ia falar que estou com saudades do sol e do calor, ia falar do sol de inverno que me traz um pouco de luz no coração de gelo que bate aqui no meu peito. Ia falar das caminhadas e dos pensamentos, dos pensamentos fixos e dos que viajam ao redor do mesmo problema.

Fixados num problema.

Ia falar que precisava de um dia de sol pra me encorajar.

Ia falar do encontro do sol com a chuva.

Só que, sabe-se lá porque... o sol simplesmente resolveu ir embora. Espero que ele não demore a voltar. Tava gostando do calor e do conforto que ele me trouxe.

18 comentários:

Piero M. disse...

O sol vai voltar babe, sempre volta, ainda que meio escondido...

De alguma forma até estou curtindo esses dias cinzas para pensar um pouco mais...

Pelo menos de alguma coisa tem me servido bem!

Andarilho disse...

Ultimamente detesto o sol. Odeio ver as pessoas felizes vendo o sol.

Beatrix Kiddo! disse...

Tu mora em Sampa e quer ver sol??????

hauauahuahahuahuahuahua

Aliás, me aguarde em Julho que vou chegar no aeroporto de Guarulhos com a melhor camiseta do mundo(para cariocas e que tem mto a ver com o que vc falou). Ah! me aguardem!

beibe disse...

é anita... mesmo no sol rola sofrer...

Ana disse...

Ana....pode esperar que todas as manhãs, ao leste o sol irá se levantar.
Em alguns momentos, como em nossas vidas, o sorriso se esconde por trás de uma ruga preocupada, mas, ele sempre volta e, por mais que dure um único segundo, aquele sorriso pode salvar o dia!
Curiosamente, aqui, na zona sul o sol brilha num céu azul de poucas nuvens!!!!
beijão

Ana P. disse...

Piero: começo a achar qeu o sol nem foi embora, ele está apenas escondido por algumas nuvens passageiras. Mas né, num custa nada torcer!

Andarilho: e a vida é assim, cheia de metáforas, não?

Beatrix: uma carioca que vem pra SP em julho? Sério, vc num ama o calor? Aliás, dizem as más línguas que por aí tá frio, hein??? E sim, o sol brilha por aqui de vez em quando, eh q nem todo mundo tem tempo de reparar

Beibe: e como rola sofrimento no sol, eu bem sei disso. Mas pelo menos ele me faz um sofrimento "confortável", se é que vc me entende.

Ana: XARÁÁÁÁÁ! AInda tô te devendo uma visita! Caraca, mano, que tipo de Ana sou eu que num visita a outra Ana?? E vc, como toda Ana, captou a metáfora de uma forma esplêndida. O sol tá por aí, eu sei que tá... as nuvens vão passar!

Andarilho disse...

Não, a vida é cheia de porcaria. Metáforas a gente inventa pra deixar mais palatável.

Ana P. disse...

Pois é, xuxu... eu tenho inventado as minhas metáforas, meus amores e minhas dores. Para não passar com a sensação de que não sou capaz de sentir nada.

Andarilho disse...

Se tem uma coisa que a gente sempre é capaz e sempre vai sentir é a dor.

Porque a gente não tem aquela doença rara que a pessoa não sente dor nenhuma, House-style.

Ana P. disse...

Mas acontece que eu queria sentir algo além de dor. Queria sentir algo mais bonito!

E pra isso, eu aceito fingir. Se bem que no momento, não tô fingindo, eu to sentindo. Mas por saber que mais pra frente vai doer, eu... bah, sei lá. Me escondo?

Andarilho disse...

Olha, eu tenho o seguinte raciocínio: se vc se esconder e não fizer nada, vai doer.

Se vc for em frente, pode bater a cara no muro, e vai doer.

Mas também pode não bater a cara no muro, e então quem sabe, não doa mais?

Claro que eu não acredito nisso, assim como não acredito em deus ou milagres, e nem mesmo que eu esteja naqueles 0,00001% das estatísticas.

Ana disse...

Lindaaa...amei a visita e, pra não ficar impertinente, respondi por lá mesmo, que nem vc faz aqui!

PS: já que o sol resolveu se esconder de ti, começa a contemplar a lua e suas amigas estrelas. Elas tem uma beleza ímpar que, tb aquece por mais absurdo que pareça!!!!
beijão

Beatrix Kiddo! disse...

Bem, estava frio(pelo menos eu acho que 19 graus eh frio) mas aí veio o sol ontem e agora tá um tempinho agradável (28 graus)!

Eu vou pra Sampa porque por mais que ame a minha cidade, ela não tá investindo muito em cultura, ultimamente... Eu vou pra ver Cat Power.

Eu AMO calor. Não sei o que vou fazer quando chegar aí...

Ana P. disse...

Andarilho: eu... prefiro continuar me escondendo. Eu sei lá, existem outras questões maiores, coisas tipo "prefiro manter a amizade". Mas aí eu entrarei em detalhes demais, que não são necessários no momento.

Ana: o problema é que eu cansei de olhar pra lua, e me contentar com o seu brilho frio, porém acolhedor. Eu quero o sol, brilhando intensamente, e junto comigo. Perto de mim. :(

Beatrix: quando chegar aqui, quital tomar uma breja? By the way, ouvi uma músga da Cat Power por esses dias, daí gostei. Agora que vc falou dela tb, resolvi baixar as músgas. Muito bom, hein???

Andarilho disse...

É como vc mesma disse, se continuar se escondendo te faz feliz, então...

Se bem que eu acho que não te faz.

Beatrix Kiddo! disse...

Porra, beleza, mas assim, eu vou com meus pais. Mas eu posso me perder por aí um dia. E vc pode me mostrar a cidade. Eu chego dia 15 de julho e fico até dia 19. O show dela eh dia 18 lá na vila olimpia.

Beatrix Kiddo! disse...

Sim, Cat Power é ótima, tô sentindo que vou chorar horrores.

Ana P. disse...

Beatrix: bora planejar no email, mulé! Por mim a sexta feira que vc estiver aqui, cê vai pra Paulista com nóis. Ou pra qualquer outro buteco mais... menos... er... ALGUMA COISA! hauhauhauhauhauhauhauhauhauhaua!

aninha.smiley@gmail.com

[ouvindo Cat Power como se não houvesse amanhã]