sexta-feira, 15 de março de 2013

agora estou afim de ficar entre seus rins

pra você eu sempre guardo um pouco de comida antes mesmo de servir o meu prato. pra você eu reservo o melhor sorriso do dia, mesmo que eu acabe distribuindo um pouco de mau humor por aí. pra você eu guardo meus carinhos e meu jeito doce de ser. pra você eu decoro aquela música que eu sei que você gosta. pra você eu seguro as portas do trem. pra você eu pauso o filme, mesmo sabendo que isso pode afetar todo o clima de suspense que enchia nossa sala e nossos corações. pra você eu durmo do lado direito da cama. pra você eu compro sorvete de morango, mesmo você sabendo que o napolitano resolveria todo nosso problema. pra você eu escrevo as cartas de amor mais bregas. pra você eu deixo meu celular ligado a noite inteira. pra você eu fico sem beber na balada. pra você eu vou pro campo mesmo preferindo praia. pra você eu vou no shopping numa tarde de sábado te ajudar a comprar um novo sapato. pra você eu acompanho sua família à missa no domingo de manhã. pra você eu choro.

pra você eu sinto.

pra você eu sonho.

pra você eu tento.

pra você eu amo.

Um comentário:

Cristal - a pedra que fala. disse...

Olha... eu já fiz isso, mas esqueci o que é uma pena.
Adorei o texto, levinho e lindo :)

Bjux