quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Estou pensando em casamento, mas não quero me casar...

Olha, fikadika: não se apaixone. Tudo complica e tudo descomplica quando isso acontece. Então, como boa amiga que sou, já adianto: NÃO se apaixone.

Não quando você sabe que não vai dar em nada, que você nunca vai falar nada, e que ele [ou ela, se você for mocinho... ou se você curtir a parada, né, amiga?] definitivamente NUNCA vai chegar e falar nada. Ou porque ele(a) não sente nada, ou porque tem vergonha, ou simplesmente porque... nem tá afim de falar. Bom, é uma merda, é só o que eu te digo, então, tenta, de verdade, se manter longe desse sentimento.

Ai, Aninha, já era, e agora?

Bom... e agora você tem dois caminhos a seguir. Você pode sofrer muito, mas muito mesmo, se martirizar pelo fato de que ele às vezes parece não estar nem aí pra você. Você pode sofrer com o fato de que vocês nunca terão uma chance, seja por qualquer um dos motivos acima citados. Pode sofrer porque amar é doer e enfim, você TEM essa opção de sofrer. É sério. Porém, você tem uma outra opção.

A opção de levar de boa. De encarar os fatos e ver que você também tem direito a sentir o frio na barriga, de sentir um aperto no peito, uma agonia de saudade, uma vontade de ficar junto seja como, onde e quando for. E ver que isso nem é tão ruim, são sentimentos, são sensações que afetam a todo mundo, de maneiras e intensidades diferentes. E você tem o direito de ter essas sensações, sem que elas te machuquem. Porque não é simplesmente o fato de você estar apaixonado que vai transformar você em um sofredor ou uma sofredora.

Não. É tudo opcional. Você pode optar por ficar apenas com a parte feliz da paixão. Aquela que te levanta da cama com um sorriso, que te faz encarar um dia de trabalho sem tanto rancor, que te dá inspiração para escrever coisas boas, que te faz abraçar os amigos com mais vontade. Você pode optar por ficar com a parte que vai te fazer ficar mais bonita, mais vistosa, mais... feliz! E quem não quer se aproximar de gente feliz?

Se você opta pela parte FELIZ da paixão, você tem mais chances de que ele se apaixone por você também, sabe? E você tem muito mais chances de se apaixonar pela vida. Coisa que pra mim é muito difícil mesmo, mas olha, tô tentando. Tô realmente tentando e me deixando levar, porque de boa, EU MEREÇO. Mereço mesmo. Mereço mais do que muita gente que eu conheço, e não vou ser humilde não. Eu encarei anos na clausura, mas olha, cansei.

Canseeeei mesmo.

Então olha, vocês não sabem. Bom, ele não sabe. Mas eu tô me deixando levar. Pode até ser que mais pra frente eu vou chorar, sofrer, me espernear, porque afinal, eu sou eu, e minha vida é um drama mexicano. Estou optando por isso. Podem me dizer mais tarde que "eu avisei", podem, eu juro que deixo. Eu só queria desabafar isso porque olha, ficar rindo à toa no trampo e na rua, e não poder falar pra ninguém que EU OPTEI POR ISSO, é difícil.

Então digo a vocês. Eu optei por dar abertura para que a paixão tente me dominar.

[e o título, veio desse vídeo aí embaixo. Como eu não manjo de deixar só a música rolando, peguei um vídeo qualquer no YouTube, só pra vocês saberem que não, eu nem quero casar... só acho essa música fofa!]

13 comentários:

Andarilho disse...

Na boa, esse papo de ser opcional sofrer ou não é bobagem.

Vc só fala isso pq tá numa fase happy de ser.

Vou dar uma de House e te dizer a real: você não opta por sofrer ou ser feliz. No máximo, vc opta por demonstrar ou não, aos outros, o que vc tá sentindo.

E se vc continuar nessa fase feliz, bom pra vc, realmente eu desejo q vc seja feliz.

Ana P. disse...

Olha, Andarilho, concordo com vc em tudo, e vc sabendo da história, sabe que esse caso estah fadado a fail total! Mas olha, resolvi parar de pensar nisso e curtir um pouco o q o sentimento me traz de bom. Pq aí pelo menos, na hora q eu sofrer e voltar a ser infeliz (o q, acredite, nao vai demorar mto), pelo menos algo eu vou ter aproveitado!

Beatrix Kiddo! disse...

E quando tá tudo certo para acontecer? Quando é só seal the deal e pans, só que na hora H o cara dá pra trás e vc tem que fingir que nao ia rolar nada msm, no dia seguinte pedir explicações e ele te dizer umas desculpas esfarrapadas e receber o maior clichê do mundo "let's just be friends"?
Não dá pra ser feliz assim não.

Ana disse...

Ah, fala sério vai???? Mano, o amor é muito mais matemático que isso xará! Curte teu momento feliz e, qdo juntar um pouco de coragem, trate de tentar conquistar o cara, ou, pelo menos conhecê-lo melhor.
Amor platônico é pra quem tem medo da vida, pra quem acha mais fácil imaginar como seria, afinal, pra poder viver o "como seria" de verdade é preciso correr o risco de dar de cara com o "não vai ser".
E, como nunca vi ninguém morrer de amor, SEMPRE eu vou te dar o apoio pro "se joga".
Beijo enorme!
PS: se der errado, mea culpa, te pago um porre bem tomado, te dou colo e, aturo toda sua melancolia! Pq? Bem, pq correr o risco de ler outros posts felizes simplesmente me faz achar que vale à pena!

Thiago Apenas disse...

1º Não creio que você está apaixonada????
2º Vamos ter post mimimi aqui?
3º O amor é bem simples de se entender.Todos temos defeitos, numa relação quando os defeitos aparecem o amor faz com que o ser humano possa viver ao lado de outro.
4º Nada não, gosto de numeros pares.

=] disse...

Particularmente eu não sei se entendi direito. Você não vai falar pro cara que curte ele? Você realmente vai ficar quietinha na sua e esperar que o cara venha de livre e espontânea vontade lhe dizer que gosta de você? VOCÊ NÃO VAI FAZER NADA?
Eu sei que o post não é sobre isso e sim sobre a felicidade de estar apaixonada (que eu concordo que é ótima e que faz a gente sentir que tudo é muito bom), mas eu realmente não consigo entender.
O que pode acontecer de tão ruim assim se você falar de cara com ele?
Desculpe-me se fui intrometida ou chata ou qualquer outra coisa negativa.
Que bom que está feliz e isso é o que importa, certo?
Beijos.
Ótimo blog.
;]

Ana P. disse...

Beatrix: olha... não sei como é. Pq sabe, eu nunca chego nesse ponto. Bom, nunca tive a oportunidade de chegar nesse ponto, pq eu nunca me apaixono e pans. Mas olha... não dá pra ser feliz de mto jeito, viu? Essa é só uma opção.

Ana: olha, xará, eu sei que o AMOR é mto mais complicado e pans... mas tô falando da paixonite, aquela coisa platônica que pode tanto nos derrubar como nos elevar. E foi isso, optei pela parte do... não ficar infeliz enquanto nada acontece. E não, nem vou me jogar. Coisas minhas, um dia eu te explico!

Thiago: 1º acredite se quiser
2º certeza rola uns posts chatóns, mas não por ora!
3º a parte dos defeitos quase não me irrita? Mas eu to de boa por enquanto, nem vou me esquentar nisso!
4º eu prefiro números ímpares
5º mas isso é coisa pra outro post, outra história!

=]: olha, amiga do emoticon, sei que realmente parece muito difícil de entender, e é, mas, pelo menos por enquanto, não, eu NÃO VOU FAZER NADA! E não, tb não estou esperando que ele venha e se declare, eu deixei de acreditar em filmes hollywoodianos há mto tempo. Eu só estou querendo esperar o sentimento amadurecer, pq assim, eu sou uma pessoa mto volúvel, entende? Pode ser que eu me declare e o cara tb sinta alguma coisa, e aí depois eu percebo que na verdade num era bem aquilo que eu achava que era, eu estava apenas confundindo carência com querência, e aí, enfim, acabo magoando alguém que eu gosto mto. Não é isso que eu quero. Prefiro esperar e achar tudo divertido um pouquinho! Entende?

Mas olha, valeu pela visita e pela bronca em caixa alta, senti uma certa afinidade no seu comentário, ahuahuahuahauhauhuahauhauuha!

Beijos, pessoas. All we need is Lov.e!

Chico Mouse disse...

Take a chance, babe! o/

Larissa Ferreira Barbosa disse...

pro carinha do Emoticon =]: quer dizer, entendo TOTALMENTE esse lance de não contar, e oi? não contar é TOTALMENTE DIFERENTE de não fazer nada ao meu ver.

e pra Ana P. posso dizer que se eu não tivesse lido isso aqui talvez postasse algo totalmente igual no meu blog (principalmente a parte de não achar legal ficar rindo na rua e só perceber quando as pessoas te olham estranho, essas coisas). Sério.

E sei lá, eu sempre vou escolher tentar, porque não tentar (como a Ana disse) com certeza é a pior opção.

Cristal - a louca. disse...

Seria legal, se eu conseguisse ficar só de boa, porém nem sempre acontece assim... foda essas coisas do coração.
Tô vendendo o meu, quase sem uso, quer??? rs.

Beijundas

Ana P. disse...

Chico: eu vou me dar a chance, um dia, por ora, fica essa fase boba!

Larissa: é, não contar e não fazer nada são coisas bem diferentes. Mas taí, acho dygno rir à toa na rua, e faço isso mesmo, e acho mais dygno ainda dar brecha e eu dou trocentas brechas a day. Normal. E sei lá, dizem que eu escrevo assim, o que as pessoas queriam dizer, então tá, pode pegar essas palavras e fazer delas as suas, hahahahahahahahahahahaha!

Cristal: eu ainda to na fase boba, quando eu passar pra fase "tô sofrendo" o teor dos posts mudarão, e não falta mto pra isso! E, como sempre digo, troco meu coração por um fígado. Topa? ahuahuahuahuahua!

Thiago Apenas disse...

Vai render!!!

Gerundino disse...

Conselho dado muito tarde porra...

:p

a parada é viver sozinho eternamente.